Especial: Azul comemora 2 anos de operação

 

Companhia fecha 2010 como a terceira do mercado brasileiro, 6 milhões de clientes transportados, 2.800 funcionários, 26 aeronaves e 28 cidades atendidas

 

Em 2011, a Azul receberá mais 12 E-jets Embraer e os primeiros ATRs.

São Paulo, 15 de dezembro 2010 – A Azul comemora hoje dois anos de operações regulares no mercado de voos domésticos brasileiro com 7,27% de participação, consolidando-se como a terceira maior companhia aérea do País em fluxo de passageiros. Em apenas dois anos, a Azul atingiu recordes mundiais e conquistou alguns dos melhores índices do setor de aviação brasileira, firmando-se como a mais bem-sucedida empresa aérea surgida no Brasil nas últimas décadas.

 

Desde sua criação, a companhia transportou mais de 6 milhões de passageiros – marca nunca antes atingida tão rapidamente por outra companhia em todo o mundo. Atualmente, a Azul opera uma frota de 26 aeronaves Embraer, que realiza cerca de 200 voos diários para 28 destinos. A companhia é bicampeã de pontualidade no Brasil nos anos de 2009 e 2010, com uma taxa média de 93% dos voos partindo no horário previsto, segundo dados da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária). A Azul também é líder em regularidade de voos com a menor média de cancelamento de voos no setor – 0,5% frente a 5% -, e possui a maior taxa média de ocupação do mercado: cerca de 82%.

 

“Olhando de onde chegamos, podemos constatar que construímos algo ímpar no mundo. Nossa marca está sendo bem recomendada por milhares de brasileiros, espalhando a Experiência Azul boca a boca, uma das maneiras mais eficazes de divulgar um produto com credibilidade.” afirma Pedro Janot, presidente da companhia.

 

Entre os destaques da Azul em 2010 estão: a ampliação de seus canais de vendas com o lançamento de três lojas fora do aeroporto, uma no Shopping Eldorado e outra dentro do Mais Shopping, na região do Largo 13 – ambas em São Paulo, e uma em Brasília, no Congresso Nacional; o lançamento de uma comunidade virtual, a Viajamos.com.br – que hoje conta com quase 93.000 membros; a aquisição de seu simulador de voo próprio – um investimento de US$ 20 milhões; a criação da Azul Viagens; o anúncio da compra de 20 turboélices ATR 72-600, mais opção para 20 outras aeronaves do modelo e, finalmente, em iniciativa inédita na aviação brasileira, a pintura de um jato de rosa como símbolo de seu engajamento na luta contra o câncer de mama.

 

Em 2011, a Azul receberá mais 12 E-Jets Embraer e os primeiros ATRs. “ No ano que vem, vamos crescer acima do mercado de aviação brasileiro”, diz David Neeleman, fundador da Azul.

 

No Brasil e no mundo, a Azul está sendo reconhecida como uma marca forte que consegue conectar-se emocionalmente com seus consumidores. O site Facebakers, referência em estatísticas e dados gerais sobre o Facebook, divulgou que a Azul é a segunda colocada na lista das marcas de maior interesse no Brasil, permanecendo atrás da Nike Futebol. No ranking mundial de companhias aéreas está na sétima posição. No exterior, a publicação anual da revista americana Advertising Age de Nova York – The World’s Hottest Brands, considerou a Azul como uma das 30 marcas mais desejadas e inovadoras do planeta.

 

“A Azul surgiu no mercado para mudar a maneira que se voa no Brasil. Tornamos o transporte aéreo mais humano, fácil e econômico. Este é nosso diferencial: serviço de qualidade aliado ao respeito ao cliente e preços acessíveis” completa David.

 

 

 

Sobre a Azul

Com quase dois anos de operações, a Azul Linhas Aéreas Brasileiras conecta 28 destinos com cerca de 200 voos diários. Somando-se às linhas de ônibus, são 35 cidades brasileiras conectadas pela Azul. A companhia opera uma frota de 26 jatos composta por dez EMBRAER 190 e 16 EMBRAER 195. O papel da Azul é estimular o tráfego aéreo e dinamizar a economia brasileira por meio de uma equação tão simples de entender quanto difícil de imitar: preços baixos com alta qualidade de serviços.

Fonte: AZUL

Leila Melo, de Campinas

Quase sete milhões de passageiros transportados em 28 cidades brasileiras atendidas. Esse é o resultado de dois anos de operação da Azul Linhas Aéreas e completados nesta quarta-feira (15/12). “Em 2008, nesta mesma data estavámos em Brasília com a diretoria da Anac aguardando a assinatura do contrato de concessão para colocarmos nossos voos nos sistemas de vendas”, recordou Pedro Janot, presidente da Azul. Acompanhado do fundador da companhia aérea, David Neeleman, o dirigente celebrou a data com uma festa no aeroporto de Viracopos (Campinas).

A Azul contabiliza, atuamente, 7,27% do market share doméstico, realizando uma média de 200 voos diários com um ocupação média de 82%. Desse total, 70 decolam ou pousam em Viracopos. Segundo Janot, dos cinco milhões de embarques registrados no aeroporto de Campinas em 2010, 70% são passageiros da Azul. “Embora tenhamos uma operação em Congonhas, não temos intenção alguma de abandonar Campinas”, reforçou o presidente, anunciando que espera a autorização da Anac para realizar seis frequências diárias entre Viracopos e o aeroporto do Galeão (Rio de Janeiro).

Somente para o aeroporto de Santos Dumont, a companhia conta 11 voos diários. Já para Salvador são seis frequências por dia. Dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) apontam a Azul como bicampeã em pontualidade com uma média de 93% dos voos saindo no horário previsto e líder em regularidade de voos com menor media de cancelamento do setor de aviação – cerca de 0,5%. Até o final de 2011, a meta da Azul é servir 50 cidades brasileiras.

De acordo com Janot, a Azul seguirá atuando em parceria com a Infraero para desenvolver o aeroporto de Viracopos. Além de ganhar um novo terminal de passageiros – ele já está em construção com previsão de entrega para maio de 2011 – o aeroporto ampliou a área de pátio para a acomodação das aeronaves da Azul. O local passou a abrigar 19 aviões. Antes, eram possíveis apenas 13. “A ideia é que até o final de 2011 tenhamos capacidade para estacionar até 25 aeronaves”, afirmou David Neeleman. Em parceria com a Infraero, a Azul pretende ainda disponibilizar 500 vagas de estacionamento para clientes dentro do próprio aeroporto. Nesse local, o passageiro faria o check-in e despacho de bagagens com mais agilidade. O passageiro entraria direto para a sala de embarque.

Aeronaves – O número de aeronaves também cresceu significativamente nesse período. São ao todo 26 aviões em atividade. No ano que vem, mais doze jatos Embraer 195 integram a frota e alguns modelos de ATR 72-600. Este ano, a Azul comprou 20 equipamentos ATR com opção de outros 20 aviões. “Nosso primeiro ATR 72-600 acaba de passar pela homologação e chega amanhã, dia 16 de dezembro, em Viracopos. Ele saiu nesta manhã das Ilhas Canárias, passaria por Cabo Verde e pela cidade do Recife até alcançar Campinas”, adiantou Pedro Janot.

Colaboradores – Com 2.800 funcionários, a Azul pretende atingir em 2011 a marca de 4.500 colaboradores. “Somos uma grande família. Grande parte do sucesso da empresa é responsabilidade de nossos tripulantes e empregados”, lembrou David Neeleman. A companhia mantém um convênio com a Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) para a formação de novos pilotos. “Temos que estar atentos para suprir a carência do mercado”, disse Janot. A Azul acaba de contratar mais um funcionário. Francisco Lopes é o novo supervisor Comercial da Azul Viagens, braço operador da empresa. Ele, que atuou por anos na Tam Viagens, assumiu o cargo no dia 6 de dezembro e atenderá todo o Brasil.

Fonte: Mercado e Eventos

CAMPINAS – Como não é novidade considerando-se a animação dos funcionários (ou tripulantes, como a companhia prefere) e do próprio staff da empresa, a Azul praticamente parou o terminal de embarque do Aeroporto Internacional de Viracopos para festejar os dois anos de início de operações, hoje pela manhã. A festa reuniu ainda agentes de viagens, o vice-prefeito de Campinas, Demétrio Vilagra, e crianças de escolas municipais da cidade.

“Entrei neste aeroporto há dois anos e meio, e me assustei: não tinha ninguém aqui. Hoje festejamos esta movimentação”, disse David Neelemann, fundador e presidente do Conselho da Azul. A alegria justifica-se: a história da Azul já virou um case internacional. Em 24 meses a companhia conquistou 7,27% de market share, tem a expectativa de fechar 2010 com 6 milhões de passageiros e 200 voos, sendo 70 somente de Campinas e 28 cidades atendidas.

Os planos de crescimento para 2011 são ainda mais ambiciosos, “serão US$ 400 milhões em investimentos e 50 cidades atendidas”, adianta Neelemann. Para ele, entretanto, o importante mesmo é que nas cidades que operam a Azul tem 75% do mercado. “Muitas empresas de São Paulo estão instalando filiais nestes municípios justamente porque agora são atendidos por nós”, festeja.

O primeiro ATR que chegará amanhã a noite em Viracopos, tem previsão de começar a voar em fevereiro, mas a companhia ainda receberá outros em 2011, além de mais Embraer 195 (num total de 12 aeronaves), o que fará o número de embarques/desembarques crescer em 50%, segundo a previsão. O quadro funcional também aumentará de 3 mil, para 4,5 mil funcionários/tripulantes até o final do ano. Até 2013, afirmam, o número de passageiros chegará a 15 milhões.

Fonte: PANROTAS

Revista Aviação Notícias
“Desejamos que você, ao lê-la, tenha o mesmo prazer que nós, ao fazê-la!” ®
Copyright © 2010 Revista Aviação Notícias ®
Computer Technology: New York, Los Angeles, USA
São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Brasil
Todos os direitos reservados


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s